Na próxima quinta-feira, dia 23 de agosto, o prefeito de Palmeira, Edir Havrechaki, e o secretário de Indústria e Comércio, Jaudeth Ramos Hajar, irão para Beijing, capital da China, representando o Estado do Paraná em delegação oficial para assinatura de contratos e termos de cooperação técnica, que tratam sobre novos investimentos em usinas de energia solar (fotovoltaica) em Palmeira e outros municípios do estado.

Segundo informações da Agência Paraná de Desenvolvimento, que coordena a delegação, no encontro o grupo empresarial chinês CED Prometheus assinará contrato de U$$ 100 milhões (R$ 391.280.000,00 com base em cotação do dólar no dia 15/08/2018) que serão investidos em três áreas de Palmeira: Fazenda Charqueada, próxima da subestação da Copel; Fazenda Garmatter, na BR-277, próxima à Comunidade do Pugas; e Fazenda Santa Quitéria, na PR-151.

O secretário de Indústria e Comércio explica que este investimento acontece separadamente do projeto já em andamento na BR-277, próximo ao antigo abatedouro da cidade. “Este é um novo investimento para Palmeira, que vai gerar centenas de postos de trabalho e arrecadação para a cidade. Essa iniciativa traz um potencial de 100 megawatts de geração distribuída nas três áreas, que ocuparão um espaço de aproximadamente 55 alqueires distribuídos”, destacou Hajar.

A localização privilegiada de Palmeira, a 80 quilômetros distante da capital do estado, Curitiba, e sua proximidade a um dos maiores entroncamentos rodoviários da região sul do Brasil, foram fatores levados em conta pelo CED Prometheus na hora de definir a localização do investimento.

Para o prefeito Edir, a energia limpa é um dos grandes tópicos de discussão na atualidade e Palmeira está no caminho certo. “Já temos a instalação de um parque energético em andamento e agora as empresas assinarão um novo contrato com potencial e valor ainda maiores. Acredito que isso fará de Palmeira um ponto de referência, não só em energia limpa mas também em tecnologia. Além disso, o avanço econômico que esses investimentos trarão para a cidade certamente construirão um legado de desenvolvimento estrutural e social para o Município de Palmeira”, comentou Havrechaki.

A delegação terminará a visita no dia 31 de agosto quando também retornará para o Brasil. A intenção dos empresários do grupo chinês é de que as operações sejam iniciadas em até 180 dias após a assinatura do contrato. Além do investimento em Palmeira o grupo empresarial pretende investir mais U$$ 100 milhões divididos entre os municípios paranaenses de Tomazina, Andirá, São João do Triunfo, União da Vitória, São Mateus do Sul, Rebouças, Antonio Olinto, Porto Amazonas, Maringá, Londrina, Primeiro de Maio e Cornélio Procópio.

 

Autor: Assessoria de Palmeira

Fonte: Site da prefeitura de Palmeira